Teorias em um Cenário de Comprimento Mínimo III

Resumo: As diferentes propostas para gravitação quântica parecem levar à existência de um comprimento mínimo. A introdução de um comprimento mínimo provoca mudanças radicais na descrição matemática, bem como, dos conceitos físicos envolvido em uma teoria. Então, novas teorias em cenários de comprimento mínimo devem ser estudas, onde os antigos conceitos devem ser revistos e uma nova abordagem matemática utilizada. Existem diferentes maneiras de ser introduzir um comprimento mínimo em uma teoria. Um deles é através da modificação das relações de comutação canônicas. Em uma teoria clássica, um cenário de comprimento mínimo pode ser implementado usando-se o princípio de correspondência entre as relações de comutação e os parênteses de Poisson. Além da espera de se encontrar uma descrição adequada para uma teoria em um cenário mínimo, também limites superiores para o valor do comprimento mínimo devem ser obtidos. Surge daí a necessidade de conhecer os limites impostos pelos últimos experimentos realizados sobre o Modelo Padrão das partículas elementares, bem como sobre o Modelo Cosmológico atualmente aceito.

Data de início: 2018-05-09
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Kim Castro Lemos Filho
Aluno Doutorado André Oakes de Oliveira Gonçalves
Aluno Doutorado Michael França Gusson
Colaborador Raphael Góes Furtado
Coordenador José Alexandre Nogueira

Páginas

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910