Quebra Espontânea da Simetria Quiral em Modelos de Yukawa-Higgs.

Nome: Lucas Carvalho Simões
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 25/04/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Galen Mihaylov Sotkov Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Galen Mihaylov Sotkov Orientador
Jardel da Costa Brozeguini Examinador Externo
José Abdalla Helayel Neto Examinador Externo
José Alexandre Nogueira Examinador Interno
Ulysses Camara da Silva Examinador Interno

Resumo: Consideramos alguns problemas envolvendo a renormalização e as propriedades das amplitudes de espalhamento em modelos de Yukawa-Higgs tanto com um campo escalar real quanto com um campo escalar complexo, com simetrias quirais discretas ou contnuas.
Nosso principal objetivo e a investigac~ao dos efeitos da quebra de simetria quiral contnua, e das condic~oes especcas para a renormalizac~ao dos campos e das constantes de acoplamento,
tanto na fase simetrica em altas energias quanto na fase de Higgs realizada em baixas energias. Entre os resultados obtidos, podemos destacar que a constante de acoplamento de Yukawa, g, permanece n~ao-renormalizada na fase simetrica. Na fase de Higgs, entretanto, g se renormaliza a 1-loop. Isso se deve aos campos relevantes para
a descric~ao da fase de Higgs terem propriedades bem diferentes dos da fase simetrica, e tambem porque a realizac~ao de quebra espont^anea de simetria nesse caso inclui novos termos de interac~ao. Um outro resultado interessante e a diferenca signicativa observada entre as duas fases para as amplitudes de espalhamento e as taxas de decaimento, n~ao somente dos fermions mas tambem dos campos escalares reais.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910