Desvendando a não adiabaticidade da energia escura.

Nome: Raquel Emy Fazolo
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 26/11/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Hermano Endlich Schneider Velten Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Felipe Tovar Falciano Examinador Externo
Hermano Endlich Schneider Velten Orientador
Valerio Marra Examinador Interno
Wiliam Santiago Hipolito Ricaldi Examinador Externo

Resumo: O objetivo deste trabalho é estudar modelos de energia escura não usuais. Ao contrário do normalmente aceito dentro do modelo cosmológico, onde as perturbações dos fluidos cósmicos são consideradas adiabáticas, nesse trabalho investigaremos modelos de energia escura com perturbações não adiabáticas. Estudamos as perturbações não-adiabáticas intrínsicas e relativas para a energia escura no contexto da teoria de perturbações cosmológicas lineares relativísticas. Como resultado, observamos uma quasi-degenerescência não esperada entre os modelos não adiabáticos de energia escura e o ΛCDM, ou seja, modelos de energia escura não adiabáticos são dificilmente distinguíveis do modelo padrão. Nossos resultados são apoiados por dados de formação de estruturas no universo como a taxa de crescimento ƒσ8 e dados da radiação cósmica de fundo (RCF) via o efeito Sachs-Wolfe integrado (SWI). Uma análise mais refinada deste tópico requer fontes de dados mais ricas como as dos surveys que estão por vir, bem como uma análise no regime não linear e de segunda ordem para revelar a influência dos termos não adiabáticos na energia escura.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910