Formação de Estrutura em um Universo Viscoso.

Nome: Carolina Martins de Siqueira Barbosa
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 04/05/2018
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Hermano Endlich Schneider Velten Co-orientador
Júlio César Fabris Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Hermano Endlich Schneider Velten Coorientador
Júlio César Fabris Orientador
Marcos Vinicius Borges Teixeira Lima Examinador Externo
Oliver Fabio Piattella Examinador Interno
Rudnei de Oliveira Ramos Examinador Externo
Wiliam Santiago Hipolito Ricaldi Examinador Externo

Resumo: O modelo padrão da cosmologia considera que matéria e energia escura, componentes fundamentais para explicar fenômenos observados no Universo, compõem cerca de 95% do total de energia cósmica, enquanto bárions e radiação contribuem com uma fração menor que 5% do total de energia cósmica. É considerado que a matéria escura fria possui
equação de estado de pressão nula, porém sua natureza é um dos maiores mistérios da cosmologia atual, e assumir uma equação de estado do tipo poeira pode ser um equívoco.
Viscosidades estão constantemente presentes na natureza, e é natural pensarmos que também na matéria escura deva existir viscosidades. Neste trabalho fazemos um estudo de matéria escura com propriedades viscosas, que possui uma equação de estado diferente de zero e com pressão negativa (pois viscosidades são mecanismos dissipativos). São
consideradas duas viscosidades: a volumétrica e a de cisalhamento. O objetivo principal deste trabalho é estudar como a inclusão da viscosidade de cisalhamento impacta na formação de estruturas. Um objetivo secundário é investigar a relação de viscosidade de cisalhamento com modelos de gravidade modificada, utilizando uma parametrização fenomenológica.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910