Estudo de tensão residual através de difração de raios X

Resumo: A evolução das tensões residuais em um aço inoxidável duplex submetido a diferentes tratamentos térmicos foi investigada por difração de raios X. Neste trabalho, amostras do aço UNS S32304 foram analisadas. Estas ligas possuem uma microestrutura composta por duas fases, austenita e ferrita, em frações volumétricas aproximadamente iguais. Afim de caracterizar detalhadamente as amostras, técnicas de difração de raios X e de susceptibilidade magnética AC foram utilizadas. Para determinar a tensão residual existente em cada fase, empregou-se a técnica do sin2ψ. Este método baseia-se na medição das posições dos picos de uma dada reflexão hkl para várias direções do vetor de espalhamento. Ao medir e calcular essas tensões se observou que, devido aos tratamentos térmicos, tensões residuais compressivas foram obtidas tanto para a fase ferrítica quanto para a fase austenítica.

Data de início: 2011-08-10
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Marcos Tadeu DAzeredo Orlando
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910