Summary: A teoria de cordas prevê a existência de um campo dito fantasma, cuja estrutura se assemelha ao do eletromagnetismo não-linear de Born-Infeld,
onde o campo eletromagnético é substituído por um campo escalar com auto-interação. Esta ação, quando aplicada à cosmologia, implica na existência de um fluido com pressão negativa. Isto torna tal fluido um candidato à representação da energia escura, responsável pela aceleração atual do universo. No entanto, a forma da
auto-interação, depende de detalhes da compactificação da teoria de cordas de 10 a 4 dimensões. Pretendemos estudar os diferentes tipos de potenciais resultantes e suas implicações para a dinâmica atual do universo.

Starting date: 2009-06-01
Deadline (months): 24

Participants:

Rolesort descending Name
Coordinator * Júlio César Fabris
Researcher * Winfried Ernst Wilhelm Zimdahl
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910