Modelos de contrarreação cosmológica.

Nome: Rodrigo Martins de Siqueira Barbosa
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 22/11/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Winfried Ernst Wilhelm Zimdahl Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Felipe Tovar Falciano Examinador Externo
Gilberto Medeiros Kremer Examinador Externo
Júlio César Fabris Examinador Interno
Oliver Fabio Piattella Examinador Interno
Winfried Ernst Wilhelm Zimdahl Orientador

Resumo: A cosmologia padrão requer, para explicar de forma satisfatória os dados
observados, componentes de energia que são muito diferentes daquelas
que conhecemos no modelo padrão de partículas; estes, são conhecidos como ”Energia Escura” e ”Matéria Escura”. Apesar de bem aceitos, a origem destes ainda é controversa. Uma proposta para tentar explicar tais conceitos é a contrarreação causada pela não-homogeneidade da distribuição de matéria no universo. Neste trabalho apresentamos o formalismo de contrarreação de Buchert, e o utilizamos para demonstrar que uma pressão viscosa pode ser entendida como consequência de uma contrarreação. Depois estabelecemos um modelo de media baseado numa solução de LTB, linearizado com respeito ao parâmetro da curvatura. Fazemos comparação com dados de supernova
utilizando uma métrica ”modelo” (”template metric”) que permite relacionar o desvio para o vermelho neste modelo com uma versão semelhante ao formalismo usual.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910